Nexus Assessoria

Notícias

PARCERIA COM O GOVERNO DE MINAS PODE DESLANCHAR IMPLANTAÇÃO DE CURTUME EM NANUQUE

PARCERIA COM O GOVERNO DE MINAS PODE DESLANCHAR IMPLANTAÇÃO DE CURTUME EM NANUQUE
31 janeiro
17:10 2017
Zito Vieira e os vereadores Aranha e Sidnei discutem o assunto em visita à unidade industrial do Frisa

A partir da esquerda: Marcio Gasperazzo, gerente do Frisa em Nanuque, Aranha, Zito, Sidnei e Leonir, proprietário da empresa Braspele

Designado pelo governador Fernando Pimentel, esteve em Nanuque no inicio da semana o sociólogo e administrador José Vieira Filho, mais conhecido como Zito Vieira. Na agenda de compromissos, uma visita de dois dias à unidade industrial do Frisa (Frigorífico Rio Doce S.A.), acompanhado dos vereadores Sidnei Pereira Silva – o Sidnei do Frisa – e Antonio Carlos Aranha Ruas. A pauta do encontro tratou de estudos técnicos iniciais visando à implantação de um curtume para aproveitamento do couro produzido na região. Eles foram recebidos pelo gerente da empresa, Marcio Gasperazzo. Também presente o proprietário da empresa Braspele, Leonir Silva.
 
“O que estamos fazendo aqui é fomentar, de uma forma mais efetiva, a possível implantação de um curtume. A necessidade é clara, porque aqui abatemos, em média, 600 cabeças de gado por dia, só em Nanuque. Somando-se à média de 300 cabeças/dia em Teixeira de Freitas, 400 em Carlos Chagas e em outras cidades desta microrregião nordeste de MG, exttemo sul da BA e norte do ES, justifica-se há muito tempo uma indústria de beneficiamento do couro bovino”, explicou Zito.
Para o ex-candidato a senador por Minas Gerais, com mais de 1 milhão e 500 mil votos recebidos em 2010, e pessoa bastante ligada ao governador Pimentel, a proposta é completar a cadeia produtiva do boi. “Já temos o orgulho de exportar a melhor carne do Brasil para o mercado externo, principalmente Israel. Em breve, poderemos estar aproveitando o couro na produção de calçados, bolsas, selas e outros artigos, gerando emprego e renda”.
NANUQUE CHEGOU AO 4º LUGAR EM EXPORTAÇÃO DE CARNE BOVINA
Ano passado, Nanuque sustentou o quarto lugar entre as cidades de Minas Gerais no ranking de exportações de carne bovina, referente ao primeiro bimestre. Esse desempenho fez movimentar receitas da ordem de 8 milhões e 200 mil dólares, equivalente a quase 30 milhões de reais, somente em janeiro e fevereiro.
Os dados foram levantados pela Fundação João Pinheiro. As exportações mineiras de carnes vieram de 18 municípios do estado. Araguari foi o principal município exportador do estado, com movimentação de US$ 24,5 milhões de janeiro a fevereiro de 2016. Já Passos, segundo maior município exportador de carnes do estado, apresentou receita de US$ 9,6 milhões. Em terceiro ficou Janaúba, cujas exportações chegaram a US$ 9,3 milhões. Nanuque, quarto lugar, e Ituiutaba, quinto, geraram receitas de US$ 8,2 milhões e US$ 6,3 milhões, respectivamente.
 
SIDNEI: ESFORÇO DE UM NANUQUENSE
 
O vereador Sidnei do Frisa, funcionário da empresa há 30 anos, sempre enxergou o curtume como um empreendimento viável, que pode ajudar e impulsionar a economia local e da região, mas entende que é necessário vontade política e parceria das esferas estadual e municipal. 

Ele elogia a iniciativa de Zito, ressaltando: “Zito é nosso amigo, nanuquense, conviveu aqui até sua juventude, até decidir ir morar em Belo Horizonte, onde ampliou amizades, criou prestígio e exerceu cargos importantes, entre eles secretário da Prefeitura de Belo Horizonte, vice-presidente da Prominas, e hoje é nome bem próximo e amigo pessoal do governador Fernando Pimentel. Acho que devemos fazer parte desse esforço e lutar para que o curtume seja realidade em Nanuque, pelo bem de nosso povo e do desenvolvimento socioeconômico”, disse ele.

 

ARANHA: PARCERIA NECESSÁRIA
O vereador Aranha, que participou das reuniões, comentou: “A minha compreensão do momento econômico por que passa Nanuque é que não podemos deixar passar nenhuma oportunidade. Vejo que a ideia é juntar o Governo de Minas, o poder público local e o empresariado em um vigoroso plano de negócios. O curtume é uma iniciativa brilhante, capaz de gerar muitos empregos e aumentar a arrecadação da cidade, além de representar a vocação da nossa cidade”.
ZITO: TEMOS A MATÉRIA-PRIMA
 
Otimista, Zito afirma: “Temos a matéria-prima. Não justifica todo esse couro sair de Nanuque sem ser beneficiado. Precisamos incrementar um curtume. Temos uma das melhores e mais modernas estruturas já implantadas no Frisa. Uma câmara de refrigeração custou 20 milhões de reais, uma máquina de embalagem a vácuo, 300 mil dólares. Fiquei impactado pelo padrão de qualidade e o orgulho daqueles trabalhadores do Frisa.  Penso que o governo e o nosso povo não têm noção do que é a empresa  – sua filosofia, seus métodos , o cuidado com os seus colaboradores e sua visão de futuro”.
E garantiu que vai fazer um amplo relatório da viagem a apresentar pessoalmente ao governador Fernando Pimentel. “No próximo mês, já queremos receber uma delegação do Frisa em Belo Horizonte, juntamente com empresários interessados no plano de negócio”.
 

A INDÚSTRIA

Os atributos naturais do couro, aliados à tecnologia, à pesquisa e à moda, resultam invariavelmente em artigos com a marca da beleza, da sofisticação e da qualidade. A indústria curtidora brasileira concebe, estação após estação, produtos cada vez mais eficientes e ligados à sustentabilidade para os mais exigentes mercados nacionais e internacionais. O couro brasileiro tem status qualitativo e também quantitativo, uma vez que país é um dos maiores produtores do mundo, com forte inserção nos segmentos moveleiro, calçadista e automotivo.

 

Atualmente, o Brasil conta com mais de 700 empresas ligadas à cadeia do couro, desde organizações familiares, até curtumes médios e grandes conglomerados corporativos do setor. Trata-se de um panorama muito profissional, pautado pela gestão responsável, em que os mais modernos meios tecnológicos são empregados para a otimização industrial, aprimoramento das condições de trabalho e redução de impactos ambientais. O setor do couro emprega atualmente mais de 50 mil trabalhadores e, parte desse contingente, dedica-se exclusivamente a ações para reciclagem de águas, descarte adequado de resíduos e melhora de processos, o que tem gerado resultados significativos nas últimas décadas.

Enviar

Busca de notícia

Redes Sociais

facebooktwitterPágina

Horóscopo Virtual