Nexus Assessoria

Notícias

DEPUTADO FEDERAL VICE-CAMPEÃO DE VOTOS EM NANUQUE É EXIGÊNCIA DO PMDB MINEIRO PARA MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

DEPUTADO FEDERAL VICE-CAMPEÃO DE VOTOS EM NANUQUE É EXIGÊNCIA DO PMDB MINEIRO PARA MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
08 fevereiro
15:42 2017
Rodrigo Pacheco: 2º lugar em Nanuque

Rodrigo Pacheco: 2º lugar em Nanuque

O deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB), segundo mais votado em Nanuque nas eleições de 2014 com 1.185 votos, só perdendo para o majoritário Eros Biondini (PROS), que obteve 3.908, é o indicado do seu partido em Minas Gerais para ocupar a vaga de ministro da Justiça no governo do presidente Michel Temer (PMDB). Ano passado, Pacheco concorreu ao cargo de prefeito de Belo Horizonte, mas foi derrotado.

FABINHO DEFENDE

O coordenador da bancada mineira e, agora, vice-presidente da Câmara, deputado Fábio Ramalho (PMDB), o Fabinho Liderança, apoiado pelo atual prefeito de Nanuque, Roberto de Jesus, disse que é Temer quem nomeia, mas aproveitou o almoço oferecido ao presidente argentino Maurício Marci, nesta terça-feira (7), para falar do assunto com o presidente. “Falei com o presidente que Minas Gerais não pode ficar de fora da Esplanada. A gente está colocando o nome do Rodrigo Pacheco à disposição para que ele possa analisar”, afirmou.

Segundo Fábio Ramalho, o colega Rodrigo Pacheco não pleiteou a indicação mas, na avaliação dos colegas do PMDB de Minas, tem todas as condições de ser ministro da Justiça. “É um advogado com mestrado, doutorado e tem todas as qualificações necessárias”, disse.

Deputado Fabinho, apoiado pelo prefeito Roberto de Jesus, é um dos defensores

Amigo do presidente Temer, o deputado Fabinho, apoiado pelo prefeito Roberto de Jesus, é um dos defensores

De acordo com Ramalho, a bancada mineira foi contra o aumento do número de ministérios, mas, como estão ocorrendo mudanças nas pastas, o estado merece ser contemplado. “Pelo tamanho do estado, seu Produto Interno Bruto (PIB), pela população e história, Minas Gerais sempre teve ministro. A bancada está muito unida em torno disso”, afirmou o vice-presidente da Câmara.

Rodrigo Pacheco concorreu à Prefeitura de BH no ano passado e terminou o primeiro turno em terceiro lugar. O estreante ficou à frente do nome do ex-vice-prefeito Délio Malheiros (PSD), que tinha apoio do então prefeito Marcio Lacerda (PSB).

Apesar da disputa entre as bancadas do PSDB e do PMDB pela indicação, o presidente Michel Temer já teria sinalizado que é a vez dos peemedebistas. A avaliação, porém, é que o nome será uma escolha pessoal.

 

 

Enviar

Busca de notícia

Redes Sociais

facebooktwitterPágina

Horóscopo Virtual